12 janeiro, 2008

A cura


Faz tempo e muito que não posto, mas há sempre um recomeço, uma saída para os nossos problemas. Segundo o terapeuta e protagonista do livro "A cura de Shopenhauer", o Dr. Julius Hertzfeld, é importante ser consciente do desafio que se tem na vida e compartilhar.

A história deste médico psiquiatra que descobre de repente que tem câncer e tem poucos meses de vida o leva a trabalhar ainda mais pelos seus pacientes. Ele revira prontuários e encontra casos passados em aberto e resolve revivê-los e solucioná-los. É, pois na terapia de grupo que Julius ensina e aprende as diferentes personalidades e modos de vida.

Mas aonde entra Shopenhauer? Nas discussões envolvendo psiquiatria e filosofia, que juntas, formam uma receita de sucesso para a narrativa. A morte é tema básico para o filósofo alemão Arthur e o autor baseia-se na sua literatura para compor este cenário e sustentar o livro. Não à toa, é best seller, este segundo livro do psiquiatra, Irvin D. Yalom, após o lançamento de "Quando Nietzsche chorou".

Não é auto-ajuda (para quem gosta), mas faz refletir e muito sobre a vida e principalmente a morte. Shopenhauer nos diz que nascemos para morrer e caminhamos para isso desde o primeiro dia. No entanto, nunca ninguém está preparado.

Para quem não gosta de autp-ajuda, melhor, não é mesmo e a filosofia banha o livro por inteiro.
Vale a pena ler e se deliciar. Será que Julius morre no final? Leia e saberás.

3 comentários:

Poesia em Rede - Concursos de Poesia disse...

Convidamos todos os amantes da Poesia a participarem no Segundo Prémio de Poesia em Rede "Poemas da Minha Terra", em www.poesiaemrede.no.sapo.pt

Rose disse...

Ler é bom demais. A gente descobre e aprende sempre tanta coisa...
beijo ;)

Poesia em Rede disse...

Pedíamos à autora do blog que entrasse em contacto com site exposto.